Jardim Botânico de Lisboa

O Jardim Botânico da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, no Príncipe Real, é um recanto preenchido por uma vegetação exuberante que duvidamos que possa existir bem no centro de uma capital. Mas é isso mesmo que acontece na nossa, 4 hectares de profundo verde carregado de espécies originárias de várias partes do mundo…

Parque Botânico do Monteiro-Mor

Em pleno século XXI, o Lumiar é ainda lugar de quintas e palacetes, a meio caminho entre a cidade e seus subúrbios. Apesar do retalho, transformação e novos usos dados à esmagadora maioria das suas quintas, permanece o ambiente rural e de veraneio que fez com que a nobreza o buscasse desde há séculos. É…

Parque do Vale do Silêncio

Tendo desde sempre morado perto dos Olivais e passado grande parte da juventude no belíssimo complexo da piscina do bairro, era impossível ignorar a existência do Vale do Silêncio. A verdade é que todos sabíamos que ele existia, mas décadas atrás era território a evitar, por mal frequentado e perigoso. Felizmente, hoje já não é…

Jardim José do Canto

O Jardim José do Canto está situado imediatamente a norte do centro histórico de Ponta Delgada e é obra de um homem culto e viajado, pertencente a uma das mais influentes famílias locais. José do Canto nasceu em 1820 e era um apaixonando pela natureza e a botânica, em especial, tendo na segunda metade do…

Jardim do Torel

Não se pode dizer que o Jardim do Torel seja um segredo de Lisboa, mas entre os lugares mais bonitos da cidade é certamente um dos menos frequentados. Instalado no alto da colina de Santana, debruçando-se sobre a Avenida da Liberdade, este é um jardim-miradouro quase centenário. Podemos entrar neste recanto verde pela Rua do…

Quinta Conde dos Arcos

A Quinta Conde dos Arcos já existia quando no século XVII veio à posse da família dos Noronha, mais tarde Condes dos Arcos. Situada nos Olivais, então arrabalde de Lisboa, lugar ideal como refúgio do bulício da capital, na época tinha solar, pátio, lagar de azeite, olivais, vinha e pomares. Hoje não é muito diferente,…

Jardins do Palácio Pimenta

O Palácio Pimenta fica no Campo Grande e é um dos poucos exemplos de palacetes e quintas senhoriais do século XVIII que chegaram aos nossos dias nessa zona da cidade que era então um arrabalde de Lisboa. Crê-se que o palácio tenha sido construído no primeiro quartel do século XVIII a mando de D. João…

Quinta das Conchas e dos Lilases

A Quinta das Conchas e dos Lilases, no Lumiar, é hoje a terceira maior área verde de Lisboa, apenas ultrapassada por Monsanto e pelo Parque da Bela Vista. A origem destas quintas remonta ao século XVI. Eram então duas propriedades separadas e assim permaneceram até ao final do século XIX quando Francisco Mantero as adquiriu….

Tapada da Ajuda

Numa época em que andamos todos ávidos por espaços ao ar livre, eis uma boa notícia para Lisboa: em Janeiro de 2021 a Tapada da Ajuda reabriu com novos percursos pedonais e cicláveis e uma nova ligação a Alcântara e a Monsanto. Este é o resultado da parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa e…

Parque Ribeirinho Oriente

O Parque Ribeirinho Oriente, na Doca do Poço Bispo, é o mais recente espaço verde de Lisboa, inaugurado em Fevereiro de 2020. Amante de jardins e de rios, este seria sempre um lugar a visitar, mas dá-se o caso de ser sua vizinha e de ter testemunhado a evolução da sua gestação, nascimento e crescimento…