Por Valada do Ribatejo – Lado a Lado com o Tejo

De Porto de Muge à Palhota, na freguesia de Valada do Ribatejo, é um dos passeios mais fáceis e agradáveis a tomar com a companhia do Tejo. “Lado a lado com o Tejo” está integrado na Rede de Percursos Pedestres da Lezíria do Tejo e é coincidente com o PR1 – “Rota da Tapada” da…

Benavente – Rota das Lezírias

Estreámo-nos nos percursos pedestres na Lezíria do Tejo pelo de Benavente, o mais longo de todos. Denominado Rota das Lezírias, são cerca de 22 quilómetros agradáveis e sempre planos que podem também ser percorridos de bicicleta. Caminhando pela margem sul do Tejo, passamos pelas planícies da lezíria ribatejana, considerados dos melhores solos agrícolas de Portugal….

Rota Vicentina

A Rota Vicentina é uma associação privada de empresas locais que, juntas, criaram, entre outras valências, uma rede de percursos pedestres ao longo do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. Estes trilhos, que chegam ao astronómico número de 750 quilómetros para serem carinhosamente pisados, estão divididos em duas grandes rotas, a do Caminho…

Pontal da Carrapateira

O percurso pedestre “Pontal da Carrapateira” auto-denomina-se como “museu vivo”. E é mesmo disso que se trata este trilho circular de 10,5 quilómetros, parte integrante da rede Rota Vicentina, com início e fim na aldeia da Carrapateira. Ao longo do caminho conhecemos a carismática aldeia da Carrapateira, as dunas e a laguna da praia mais…

Da Bordeira até ao Mar

Bordeira é a pitoresca aldeia do concelho de Aljezur onde tem início este percurso pedestre circular de 6 ou 13,5 quilómetros, integrado na rede Rota Vicentina. Optámos pelo percurso mais extenso, deixando-nos guiar do interior até ao mar para, de caminho, conhecer zonas de várzea, vales, colinas, dunas, falésias e pinhal. Mais ou menos por…

De Santa Clara à Barragem

O percurso pedestre circular “De Santa Clara à Barragem” é parte da rede da Rota Vicentina. Durante 10 quilómetros, com início e final na aldeia de Santa Clara-a-Velha, concelho de Odemira, permite-nos caminhar por uma zona de interior de serra, mas onde o elemento água é dominante – água do rio e água da barragem….

Senhora das Neves

O percurso pedestre circular “Senhora das Neves”, integrado na Rota Vicentina, tem início e fim algures no concelho de Odemira. Podem-nos dizer que fica lá para Colos, um pouco adiante da Ribeira do Seissal de Baixo e um pouco para lá da Ribeira do Seissal de Cima. É um facto que todas estas povoações estão…

Caminhando por Odemira

Uma das surpresas que Odemira oferece é a quantidade e diversidade de caminhadas a fazer na região. Com uma parte generosa do concelho integrada no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, o projecto Rota Vicentina tem marcada uma rede de 750 kms de trilhos pedestres – é consultá-los aqui. Os mais procurados são…

Fajã de Lopo Vaz

Dos trilhos pedestres oficiais pela ilha das Flores, o PR4 – FLO até à Fajã de Lopo Vaz é o mais curto. São 3,5 kms de descida e subida pelo mesmo caminho, um pouco mais se resolvermos explorar a fajã até onde nos é permitido. À Fajã de Lopo Vaz vamos pela natureza, pela história…

As Lagoas das Flores

Entre muitas outras belezas naturais, a ilha das Flores tem mais de uma mão cheia de lagoas. São 7 as que resultaram em caldeiras de antigos vulcões e nem precisamos de chamar o Poço da Ribeira do Ferreiro a esta história para ficarmos por elas irremediavelmente arrebatados. O PR3 – FLO é um percurso pedestre…