Matecito

A primeira impressão é que é diferente, engraçado. Surge a curiosidade porque aproxima-se muito de um ritual. Um ritual social.
A primeira vez que provei mate foi no Nordeste do Brasil. Não é uma bebida típica desta região, no entanto, quem estava a beber era um grupo de pessoas naturais de uma das regiões – sul do Brasil – que tem o mate como bebida típica (o famoso chimarrão). Mas foi sobretudo na Argentina que percebi que o mate é uma bebida cultural (embora também o seja no Paraguai e Uruguai). Se aos Irlandeses se associa a cerveja e aos Escoceses o uísque, na Argentina a bebida nacional é o mate.
Na Argentina é comum as pessoas fazerem-se acompanhar pelo seu matecito, o que faz com que seja um fenómeno cultural. Quando se bebe mate em grupo é comum partilhar-se a bombilla, e chega a ser uma ofensa quando oferecem e não se aceita.
O mate é uma erva, uma espécie de chá, que pode ser usado como qualquer tipo de chá. Quente ou frio. Mas a forma mais típica é colocar num copo característico (chamado também de mate pelos argentinos e cuia pelos brasileiros), que normalmente é de madeira e metal, a erva mate e juntar água quente. Depois utiliza-se a bombilla, que é um cachimbo de metal, para filtrar e puxar o mate. E a seguir é saborear. Por vezes é amargo, outras doce. Tudo depende da preparação e do gosto de cada um.
Para saber mais ver http://www.alu.ua.es/a/amfc2/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s