Jardín del Turia

E sobre Valência, entre o muito que falta ser dito, não poderei esquecer outro dos pontos que mais me impressionou pela positiva. É o caso da transformação que souberam fazer desviando o Rio Turia, elemento central da cidade. Dito assim parece loucura e um passo para acabar com uma cidade, ainda que o Mar Mediterrâneo esteja ali à porta.
Em 1957 inundações pela cidade devido ao transbordo do Rio Turia levaram a uma tragédia que causou a morte a muitas pessoas. Em consequência, as entidades governamentais decidiram desviar o Rio Turia e, aqui sim veio a jogada de mestre, transformar o extenso canal citadino por onde o rio passava não numa auto-estrada (como era a ideia inicial) mas antes num imenso jardim público – o maior jardim urbano de Espanha.
Aqui chegados, por baixo das pontes antigas preservadas e de outras entretanto construídas, observamos hoje caminhos para serem percorridos a pé, a correr ou de bicicleta, campos de futebol, parques infantis. O Bioparc, o novíssimo zoo de Valência, fica aqui. Assim como fica aqui a Cidade das Artes e das Ciências. Incontornável, não?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s