De quem são os bairros em Manhattan


Uma das características de Nova Iorque, em especial Manhattan, é o facto de aqui existir espaço para todas as pessoas e culturas. Brancos, pretos, mulatos, amarelos e queimados da praia. De todos os credos e sem credo. Ricos, remediados e pobres. Trabalhadores e desocupados. Bem vestidos, mal vestidos, com grande predominância para o casual.
Não sei se deste caldeirão sairá um bom cozinhado, tenho esperança e desejo que sim. Todavia, acredito que existam problemas sociais graves, mas o facto é que para um viajante de fora sabe bem sentir-se confortável no meio de uma multidão de diferentes coloridos.
O Lower Manhattan é dos yuppies, dos homens de negócios.
Um pouco acima é território de chineses, italianos, judeus, ucranianos (com a Chinatown com um crescimento imparável sobre os vizinhos).
Tribeca, Soho e Village (East e West), antigo berço da contracultura e da geração beat, segue com um carisma muito próprio, com bares e restaurantes (étnicos) sempre em alta.
Chelsea é dos galeristas de arte, em fuga da subida das rendas no Soho.
Midtown é dos turistas em compras pela 5.ª Avenida, em visita a alguns dos edifícios mais emblemáticos da ilha, enchendo a Times Square com ainda mais cor após o final dos espectáculos da Broadway.
Os Upper East e West Sides, com o Central Park a dividi-los, são lugares onde vivem os nova-iorquinos de mais posses – diz-se que os do East são mais conservadores e têm mais dólares e os do West são mais liberais e têm mais queda para as artes.
O Central Park é dos desportistas (praticamente qualquer desporto tem aqui lugar) e daqueles que gostam de passear sem as montras como obsessão.
Depois, bem, depois vem logo o Harlem, o mítico “neighborhood” a dois passos do Central Park. Este ainda é o lugar do gospel, do Apollo Theater e de grande maioria negra.
Os latinos, esses, estão por todo o lado. Daí que qualquer pessoa que não saiba falar inglês se oriente por aqui às mil maravilhas (sem ponta de exagero) se falar espanhol.

Em conclusão, um pouco de estatística acerca desta diversidade:
Dos 8 milhões de habitantes (nos 5 grandes bairros de NY – Manhattan, Brooklyn, Queens, Bronx e Staten Island), 62% são brancos, 16% pretos, 15% latinos e 5,5% asiáticos. Estima-se que uns 32% da população nova-iorquina tenha nascido fora dos EUA.

2 pensamentos sobre “De quem são os bairros em Manhattan

  1. Anónimo

    A real enlightening blog. Don’t stop now. This may be of interest to you; how to buy & sell everything, like< HREF="http://www.credoninc.com" REL="nofollow"> music<> on interest free credit; pay whenever you want.

    Gostar

  2. Anónimo

    Nice Blog!!!   I thought I’d tell you about a site that will let you save hundreds on yourmortgage.   All you do is go to the site,  choose from the 5 drop down boxes,  and it willtell you how much you can save and who can help you.  This is NO JOKE,  I went from an $800 mortgage to a $350 mortgage.  Good thing I did it now too,  because I hear it’s gonna be much harder.. so checkit out!   < HREF="http://www.makemoneyfast.us/mor.html" REL="nofollow">Go HERE to find out how much you can save!  <>

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s