Igreja de Brincar em Borgund

O que não falta em Portugal são igrejas.
E, nisso, a arquitectura religiosa no nosso país tem mostrado ser bastante eclética e diversificada. Desde a igreja da aldeia perdida no mapa mas que lá continua imperiosa, com os sinos a grande altura; passando pelas maiores e imponentes igrejas das grandes cidades, sés, basílicas; pela estética arrojada, que a uma 1.ª, 2.ª e até 3.ª vista ninguém reconhece como pronta a desempenhar a função de igreja (caso da igreja do meu bairro – Portela); terminando na modernidade trazida por arquitectos de renome, transpondo o seu traço para estes equipamentos.

No entanto, pese embora toda a monumentalidade que as igrejas podem alcançar, em Portugal e pelo mundo afora, foi numa terra nos confins da Noruega que observei aquela que mais me marcou até hoje.
Foi em Borgund, Laerdal.
Numa Noruega rural e com escassa população, longe do desenvolvimento que no nosso imaginário nos acostumámos a atribuir aos nórdicos, pelo contrário, rodeada de provincianismo, surge um grande número de “Stave Churches”, pequenas igrejas medievais de madeira.
Esta, a tal de Borgund, será uma das mais pitorescas e bem conservadas e chegou praticamente intacta até aos nossos dias desde o século XII.

Até parece, mas, não, não é uma casinha a imitar igrejas para os meninos e meninas brincarem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s