Wadi Mujib

Wadi Mujib é chamado Petra na água. Caminhar pelos seus trilhos é uma das mais surpreendentes aventuras que se pode ter na Jordânia, até porque vem fora dos roteiros das viagens pelo país ou, quando incluída, não passa da vista da ponte à entrada desta reserva natural. Ainda assim, e comparado com os turísticos sítios de Jerash e Petra, é aqui no seu centro de visitantes que encontramos o espaço com mais dignidade para receber os ditos. Mas, tal como os dois mencionados, também aqui a entrada não é nada barata, mas também aqui o espaço vale cada tostão pago.
Aqui encontramos uma grande diversidade de flora e fauna, mas mesmo quem não ligue para isso ou não tenha tempo para dedicar às plantinhas e passarinhos terá aqui um grande momento.


Porquê o nome de “Petra na água”? Porque os seus mais populares trilhos são feitos na água e porque a paisagem é extremamente parecida com Petra. Wadi quer dizer “vale”. Percorremos, então, um vale encravado num estreito com penhascos iguais aos de Petra, com as mesmas cores e tudo. O trilho mais fácil e o único que dispensa um guia é o Siq Trail, cerca de um 1 km que termina numa queda de água fantástica e poderosa. Se se conseguir subir ou de qualquer forma atravessar esta queda de água, mais sítios fantásticos se descobrirá. Digo isto porque, para se chegar até esta queda de água, há que perseverar, aventurar, ser criança de novo e vencer os vários desníveis de terra e de água que se vão sucedendo, subir pedras e descê-las como se estivéssemos num tobogã. Eu que sempre me recusei a fazer canyoning dei comigo frente a um sem esperar. Mas foi muito divertido.

Ainda assim, esta experiência logo no começo das férias esteve à beira de as estragar. Na descida de uma das pedras maiores e que envolvia uma queda na água um pouco turbulenta aqui a míope deixou cair os óculos. Pânico… como descobri-los naquela torrente de água que ora fazia redemoinhos junto à pedra, ora a fazia correr em direcção ao próximo desnível? Vá que pelos vistos os miúdos jordanos são determinados e Ahmad não perdeu tempo em, mesmo de mão no nariz, mergulhar e achar os meus óculos. Obrigado Ahmad.

Ainda no que a reservas e parques naturais diz respeito, outra boa experiência será a Reserva da Biosfera Dana. Apenas vimos de cima este pedaço de montes e vales com rochas escarpadas e ficámos com pena de não podermos caminhar por aqui. Mas este é um problema de quem tudo quer fazer mas sabe que há escolhas a tomar. Seguimos para Petra.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s