Joana na Ajuda

Joana Vasconcelos no Palácio Nacional da Ajuda, acabadinha de estrear e que vai até Agosto, tem tido uma publicidade nunca vista. Foi anunciada como a maior exposição da artista em Portugal e na sequência de uma outra, diz-se que muito bem sucedida, no Palácio de Versalhes.
Os números da primeira semana da exposição da Joaninha na Ajuda pareciam-me um exagero.
Entrei à vontade, logo a seguir ao almoço, consegui ver o seu Jardim do Éden, às escuras e com plantas florescentes, sem esperas. Alguma gente amontoava-se em alguns cómodos da rainha, do rei ou dos príncipes para ver as suas peças de cerâmica de Bordalo Pinheiro vestidas de croché. Uns cães altivos em cima de umas mesas, uns lagartos a espreguiçarem-se na parede, um gatinho chamado Casanova junto aos brinquedos dos príncipes, mais uns lagostins e uns sapos aqui e ali. Todas as obras a dialogarem correctamente com o mobiliário e a decoração do Palácio.
E depois vieram algumas das obras mais conhecidas, a dupla de sapatos Marilyn feitas de panelas, o candeeiro A Noiva feito de tampões, o helicóptero Lilicoptere feito sei lá do quê.
À saída, sorriso estampado no rosto com tanto kitsch e falta e gosto à mistura por esta arte diferente, uma fila interminável para entrar. Pior, uma fila ainda mais interminável para comprar bilhete, 10 euros preço normal.
Fiquei sem dúvidas de que vai ser não só a maior exposição de Joana, mas a maior exposição de sempre no país. Também, pudera, com este bónus de um dois em um Palácio da Ajuda + Artista da Moda.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s