As laranjas de Sevilha

Muitas histórias se podem contar acerca da conjugação Sevilha + laranjas, mas uma que facilmente acreditamos quando caminhamos pelas suas ruas é a de que a capital da Andaluzia é a cidade do mundo onde existem mais laranjas (mais de 40000). 

As laranjas são parte integrante da paisagem urbana. 
Encontramo-las junto à Catedral, junto à Giralda, junto ao Parasol, nos jardins do Alcázar, em qualquer pátio ou praça, a jogar às escondidas com os edifícios. 

Mas atenção: de tão amargas que são não se devem comer, são antes boas para delas fazer doces, como a famosa marmelada de Sevilha que os ingleses tanto admiram. 
Não foi à toa que o Naranjito foi escolhido como mascote oficial do Mundial de Futebol de Espanha de 1982. Dizem que as laranjeiras de Sevilha são do tempo dos romanos, que vieram da China, que foram os muçulmanos os primeiros a usá-las como ornamentação. 
O que mais gosto de acreditar é que os muçulmanos a usavam porque trazia felicidade ao seu dono.
É isso. Sevilha é uma cidade feliz e as laranjas contribuem para esse estado de espírito. 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s