Vale de Maceira

Perto de Aldeia das Dez, e parte da sua freguesia, fica o lugar de Vale de Maceira com o seu Santuário de Nossa Senhora das Preces. Este é um lugar surpreendente pelo que de bonito, interessante e bucólico pode condensar num espaço tão pequeno.
Diz-se que no século XIV Nossa Senhora das Preces terá aparecido a uns jovens no Monte do Colcurinho, não muito distante daqui, e desde aí o culto foi em crescendo e o monte tornou-se local de peregrinação. Aqui foi erguida a Capela de Nossa Senhora das Necessidades, a 1242 metros de altitude, num local ermo mas donde se abarca uma paisagem esmagadora de todas as serras à volta, incluindo a do Açor, está claro, mas também a da Estrela.
(O Colcurinho é um lugar imperdível. Poucas vezes se pode obter a sensação de se tocar no céu e ser companheiro de brincadeira das estrelas como estando no alto do Colcurinho. Há muito anos que não vou lá. As memórias impedem-me. Ok, tem a paisagem. Mas só me consigo lembrar do frio e da estrada de susto que temos de ultrapassar para lá chegar.)
Voltando ao Vale de Maceira e ao seu Santuário, o espaço de peregrinação foi para aqui transferido, uns 600 metros de altitude abaixo e pouco mais de 10 kms de distância, não se sabe muito bem quando. Talvez no século XVIII. 

Envolvido pela intensa vegetação, depois de passarmos as poucas habitações do Vale de Maceira, entramos no Santuário e temos ao nosso dispor a igreja de Nossa Senhora das Preces, a maior capela. Seguem-se nas proximidades mais 12 capelas e uma 13.ª, a Capela de Santa Eufémia, mais distante e já a caminho do Piodão. Todas elas representam episódios da vida de Cristo numa caminhada aprazível para nós (as capelas foram restauradas há pouco tempo, não sem alguma polémica no que respeita à autoria dos trabalhos de restauro). Mais distante ainda fica a anteriormente referida Capela de Nossa Senhora das Necessidades, no alto do Monte do Colcurinho (a qual não é mais a original, tendo sido reconstruída diversas vezes, a última das quais não há muito tempo em consequência da sua destruição pelo fogo).
Ao redor da igreja de Vale de Maceira temos mais para nos deliciar para além das questões da fé. A vegetação e o arvoredo são esmagadores. Na pequena mata abaixo da igreja podemos apreciar uma pequena maravilha da botânica num espaço absolutamente recolhido e acolhedor. Diz-se que serão cerca de 38 as espécies botânicas passíveis de ser encontradas por aqui, para além de pequenos lagos e uma gruta em granito.

Cá em cima, junto à igreja, destaca-se o edifício da Albergaria (com possibilidade de acolher alguns peregrinos na dormida) e um belo coreto, para além de mais um lago com repuxo e um chafariz monumental.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s