Pelos Caminhos da Madeira

Tirando a casa das Mudas e a Piscinas das Salinas, o que mais queria da visita à Madeira era percorrer a pé as suas levadas e veredas. À partida de Lisboa levava algumas ideias de itinerários a percorrer. Lá chegada, e depois de comprar o guia mais popular da região “Levadas e Veredas da Madeira”, de Raimundo Quintal, realizei que irei necessitar de muitas viagens anuais à Madeira até conseguir percorrer todos os percursos lindos que sinto que devo e mereço fazer.
Dada a escassez de tempo da nossa curta viagem, difícil seria fugir às mais populares e, por isso, previsíveis caminhadas.
E quais são elas?
A do Rabaçal – Risco – 25 Fontes; a do Ribeiro Frio – Balcões; e a do Pico do Areeiro – Pico Ruivo.
Disse que estes percursos são populares. Sim, é verdade, mas só entre os estrangeiros e os madeirenses. Porque ouvir falar português com sotaque cubano durante estas caminhadas foi coisa que esteve ausente, daí que se respire como que um sentimento de ser estrangeiro enquanto se pisa território português.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s