Maravilhas No Mundo

Em época de votações para as novas 7 maravilhas do mundo, vou com o rebanho e indico em seguida as minhas escolhas.
Apesar de ter tido oportunidade de conhecer in loco 7 das 21 finalistas – Cristo Redentor, Coliseu de Roma, Torre Eiffel, Hagia Sophia, Kremlin / St Basil, Estátua da Liberdade e Alhambra – só esta última entraria na minha lista final.
Assim, ao Alhambra acrescentaria Angkor, Grande Muralha da China, Machu Picchu, Petra, Pirâmides de Gize e Taj Mahal, cheia de esperança de que em breve as possa vir a conhecer sem ser apenas através do cartão postal.
Curiosamente, pensei que neste Verão iria consegui-lo no que ao Machu Picchu diz respeito. Com viagem de avião já marcada para a vizinha Bolívia (a parte que mais dói no meio disto tudo – as intermináveis horas de voo e os intermináveis euros a voar), mal podia imaginar que 3 meses de antecedência seriam insuficientes para reservar o trilho dos Incas até a uma das mais que prováveis novas 7 maravilhas. Felizmente que esta é apenas uma lista infinitamente ínfima e muitos mais locais fantásticos do nosso globo temos a visitar, muitas das vezes bem pertinho das maravilhas “oficiais”.
Do Alhambra – o único da minha lista de que terei histórias vividas para contar – só tenho um senão: o tempo que fui adiando para o visitar. Bem sei que logo na primeira vez que fui até à sua vizinha Serra Nevada o tentei visitar. Era domingo e as gentes incontáveis que tiveram a mesma ideia obrigaram a uma imediata mudança de planos. Os anos foram passando e a minha pouca confiança em vencer os cerca de 30km de asfalto nevado que separam a montanha do Palácio pareciam constituir razão suficiente para não o visitar. Até que finalmente me enchi de coragem mas, ajudada pelo dia mau que afastava a mana do snowboard, ganhava uma parceira para a viagem. O dia mau representava muita neve e vento na Serra e muita chuva cá em baixo, em Granada e no Alhambra. Condições longe do ideal para um passeio que se quer memorável. O certo é que com chuva ou sem chuva esta cidade amuralhada, iniciada no século XIII, com Palácios que, de outra forma, só vemos nos filmes é de visita obrigatória. Os seus palácios luxuosos, encantadores na sua decoração mourisca preciosa e minuciosa, têm à sua altura os luxuriantes jardins.
Pouco mais se pode pedir do que um dia bem passado no Alhambra, de todas as maravilhas finalistas a que mais próximo se encontra de nós, quer em distância quer em influência.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s