Nowa Huta


Nowa Huta é um subúrbio de Cracóvia a cerca de 6 km do seu centro, percorridos de forma agradável de eléctrico. Esses 6 km, todavia, são curtos demais para a revelação de todo um novo mundo que se nos apresenta depois da elegância e conforto que a cidade velha de Cracóvia nos oferece. Não que Nowa Huta seja um horrível subúrbio, lado negro da bela Cracóvia. Nada disso, e por aqui até existem espaços verdes e um lago. O que acontece é que é todo um plano à parte.

Trata-se disso mesmo, de um plano. 

A cidade planeada pelos comunistas que tomaram a Polónia após a II Guerra Mundial pretendia vir a ser uma área residencial às portas de Cracóvia, um paraíso para acomodar os trabalhadores das indústrias siderúrgicas vizinhas – numa antiga área agrícola onde os comunistas resolveram instalar a indústria pesada. Hoje a indústria foi-se, mas a área residencial cresceu rapidamente e chegou aos 200 mil habitantes, tornando-se o bairro mais populoso de Cracóvia. Os comunistas também já se foram, o movimento Solidariedade teve forte influência por aqui nos anos 80 e hoje sobra-nos a arquitectura do bairro.


E essa arquitectura é uma arquitectura soviética materializada em grandes e largas avenidas e edifícios grandiosos e austeros que aqui estão para não deixar dúvidas a ninguém: o rigor era e segue sendo rei. 


Saídos da Plac Centralny a expectativa de percorrer o bairro todo a pé é logo gorada. As distâncias enganam e ao contrário da cidade antiga de Cracóvia não fica tudo perto nem se encontra uma delícia a cada esquina.




Ainda assim, uma caminhada permite-nos conferir as linhas rectas e simétricas dos grandes blocos residenciais e demais edifícios, inspirados num estilo renascentista e classicista, bem como alguns pormenores surpreendentes. Entradas em arcos, detalhes nas fachadas que se poderiam confundir com palácios e, depois, portas que mais parecem dar entrada a um armazém e, sobretudo, constatar que as décadas de 40/50 do século passado não pareciam prever o uso do carro. Simplesmente não há lugares de estacionamento e os automóveis tomam os passeios. 




O planeamento desta nova cidade previu, ao invés, a construção – e utilização – de equipamentos como teatro, cinema, escola e museu. O Teatro Ludowy é mesmo uma bela peça. 



A primeira igreja no bairro foi construída apenas em 1977, após muita relutância dos comunistas. Inspirada na Arca de Noé, Arka Pana tem uma arquitectura diferente; diferente das igrejas católicas a que estamos acostumados, sim, mas também diferente da rigidez e dos monólitos comunistas. A época era já outra, distante das prendas do amigo Estaline e os esforços do então bispo Karol Wojtyła levaram a bom porto a criação da nova paróquia. Em 1992 a igreja foi renomeada Igreja da Virgem Maria, em homenagem a Nossa Senhora de Fátima. O seu interior possuiu uns bonitos vitrais e uma figura de Cristo na cruz curvada bem interessante e original.


(esclarecer que para sermos mais precisas, no limite daquilo que será ainda considerado o perímetro de Nowa Huta, existem duas outras igrejas frente à frente, uma delas datada do século XV, cisterciense, surpreendentemente conservada na sua arquitectura em madeira)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s