Jardim Botânico da Madeira


A Madeira é um jardim, já se sabe. Mas nada melhor do que uma visita ao seu Jardim Botânico para o confirmar em todo o seu esplendor.

Para lá chegar, agora que o teleférico desde o Monte se encontra encerrado como consequência dos terríveis incêndios deste Verão (que não pouparam o próprio Jardim Botânico), uma curta viagem desde o centro do Funchal faz-nos subir por ruas estreitas seguidas de curvas onde se abre sempre uma nova panorâmica da cidade até ao mar. Aqui qualquer casa empoleirada possui um terraço com vista para o aumento do IMI. Coitadinhos dos funchalenses.



As vistas não dão descanso nem no Jardim Botânico, implantado numa localização fantástica, todo ele debruçado sobre a cidade. A vista mais famosa é provavelmente esta, esplanada com desenho das letras que nos anuncia ser este o “Jardim Botânico da Madeira Eng. Rui Vieira 1960-2016”.
Em conjugação com a vista aberta à baía do Funchal, este jardim coreografado é certamente o postal mais emblemático do espaço.

Na senda de outras instituições do género espalhadas pelo mundo, este Jardim preocupa-se não apenas a constituir um espaço de exposição e de lazer, mas também um espaço científico e de estudo que se dedica a preservar, proteger e dar a conhecer uma grande diversidade de flora. Aqui se reúnem uma série de árvores, plantas e flores, endêmicas ou não, num regalo para a vista.
Como a região possui um clima ideal, tanto com características das regiões tropicais como das regiões frias, é possível acolher aqui uma variedade incrível de espécies. 







Algumas exóticas. Outras agrestes e duras, como os cactos (aqui designados plantas Suculentas). Outras elegantes e altivas, como as palmeiras. Outras delicadas como as orquídeas e as estrelicias. Exemplos da indígena Laurissilva também não faltam. São milhares de espécies vindas de todos os cantos do mundo, fazendo companhia a espécies locais comuns, raras ou em vias de extinção. 


Uma última palavra para a deliciosa casa do edifício principal, a qual acolhe espaços administrativos e museológicos. A sua varanda é um mimo e as suas cadeiras ideais para relaxar nesta Quinta rodeada de natureza e apartada do mundo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s